24Out/18

Dia da Alimentação- um iogurte saboroso

Não quisemos deixar passar em vão este dia tão simbólico. “Somos o que comemos” é a frase tantas vezes usada pelos profissionais de saúde, sendo a obesidade a doença do seculo, torna-se importante relembrar bons hábitos de alimentares..

Este ano provamos diferentes frutas, entre elas Kiwi, papaia que nem sempre fazem parte do nosso dia a dia!

 

12Out/18

Novos contextos, novas aprendizagens!

As crianças encontram-se em constante aprendizagem, sendo esta conseguida através de atividades livres ou orientadas. “…Os adultos são apoiantes do desenvolvimento e, como tal, o seu objetivo principal é o de encorajar a aprendizagem ativa por parte das crianças.” (Hohmann e Weikart 1995, p.27).

“As interações que as crianças estabelecem entre si – de cooperação, confrontação, busca de consenso – favorecem a manifestação de saberes já adquiridos e a construção de um conhecimento partilhado: símbolos coletivos e soluções comuns.” (Oliveira, 2002, p.142).

As interações criança-criança são ricas em conteúdos e variam em diferentes contextos, em consequência de elementos como o tamanho do grupo, os objetos disponíveis e o tipo de atividade.

Ao se organizar num outro grupo social, a criança encontra um conjunto de atividades de satisfação. Um espaço alargado à socialização, onde pode estar com outras crianças e de interagir em múltiplas situações. Onde brinca livremente, tão necessário para que possa viver, conviver, imaginar, crescer e também aprender.

08Out/18

Saímos da caixa!

Muitas são as dúvidas que surgem sobre quais os melhores brinquedos para dar às nossas crianças. Nós, adultos, escolhemos os brinquedos mais bonitos e apelativos que normalmente tendem a ter vários estímulos visuais e auditivos, mas que têm uma exploração unilateral, ou seja, apenas com uma finalidade, os chamados brinquedos estruturados.

Apesar dos nossos esforços enquanto adultos na compra e manipulação destes materiais, as crianças não se sentem desafiadas e a aborrecem-se mais facilmente, contudo oferecendo objetos do quotidiano e de fácil aquisição (por exemplo: caixas, panelas, rolos de papel, tampas, rolhas, pinhas, conchas, etc) não denotamos o mesmo comportamento.

Neste sentido a equipa educativa das salas 1, 3 e 4 decidiram juntar-se à iniciativa “Caixas há muitas” e sair da caixa para brincar, brincar e brincar!

Caixas? O que será que eles fizeram com as caixas? Será que gostaram? O que aprenderam?

Estas caixas não eram caixas…. Eram aviões, carros, casas, tendas, toalhas de praia, caixas de bolos, barcos com torres de vigia, guardadores de chapéus, de sapatos, de folhas e quem diria que poderiam ser folhas de papel também!

Fomos onde a imaginação nos levou até porque a imaginação, como base de toda a atividade criadora, se manifesta por igual em todos os aspectos da vida cultural, possibilitando a criação artística, científica e técnica. Neste sentido, absolutamente tudo o que nos rodeia e que foi criado pela mão do homem, todo o mundo da cultura, em diferenciação ao mundo da natureza, tudo é produto da imaginação e da criação humana, baseados na imaginação” (Vygotsky ).

Os materiais não estruturados permitem “o desenvolvimento da inteligência, a oportunidade da criança explorar suas habilidades criativas e que tem relação com aprendizagens já consolidadas.(…) exigem da criança estruturar seu próprio brinquedo ou brincadeira, permitem que algumas funções cognitivas sejam estimuladas, pois para estruturar-se eles precisarão organização, planejamento, flexibilidade cognitiva, criatividade, manutenção da atenção, memória operacional e diversas outras capacidades mentais.” (Michelle Costa Soares)

Quem diria que com um objeto tão vulgar poderíamos fazer tanta coisa!

27Set/18

Olá a todos! Bem vindos a mais um ano letivo!

Os meninos da Sala 1 têm algo a informar:

 

Quando vão para a escola,

Têm muito que fazer.

Saltam, brincam, fazem arte,

Mas também querem aprender.

 

Os amigos da escola,

São pequenos podem crer…

Dão gargalhadas, são alegres,

Mas por vezes chorar faz bem.

 

É bom ser criança,

Ter de todos atenção.

Da mamã carinho,

Do papá compreensão.

 

É tão bom quando nos divertimos,

E não temos que trabalhar.

Só comer, crescer, dormir,

E muito brincar.

 

É bom ser criança,

Dar tempo ao tempo junto dos amigos.

Soltar papagaios no céu,

Sermos sempre unidos.

 

Até breve!

26Set/18

A aventura já começou!

O início do ano letivo é sempre uma incógnita e cheio de medos e ansiedades, quer para as crianças, pais e educadores. A adaptação é um período fundamental para o sucesso do ano letivo. Para isso é preciso “Receber as crianças, estar lá para elas, ter tempo para elas, proporcionar-lhes conforto e bem-estar, reconhecendo-as e atendendo-as como seres únicos que são. É o saber cuidar ético.(…) Criar uma relação de confiança permite estreitar laços afetivos no grupo, que reforçam a estabilidade emocional e garantem o sucesso do processo educativo. ” (Marta Pereira e Paula Pereira, 2018).

Vamos por isso ao encontro dos nossos pontos comuns e crescer com a troca do diferente de cada um de nós.

Cada escola é uma escola.

Cada educador é um educador.

Cada criança é uma criança.

16Jul/18

… A Amizade é como o Mar traz Emoções …

Os meninos da sala 4,

Ao longo deste mês.

Andarão à descoberta,

Do mar e  tesouros diante dos seus  pés

 

Algumas pistas já descobrimos,

Entre conchas, búzios,  areia e o peixinho.

Juntos ao Verão pedimos:

-“Trás o Sol para o mar ficar quentinho”.

 

Esperamos ansiosos para irmos à praia,

Vai ser bastante divertido.

Nessa semana também não pode faltar a areia

Para fazer um lindo castelo  sortido.

 

 

Os meninos da Sala 4

07Jun/18

Dia Mundial da Criança – diversão ao rubro

Olá a todos!

No dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, vivemos mais um dia de diversão nos fabulosos insufláveis colocados no espaço verde da nossa instituição. Foi também dia de piquenique, pinturas faciais, brincadeiras com balões e jogos ao ar livre…enfim, tudo o que a “malta” gosta!

E palavras para quê…se as imagens mostram tudo…

 

 

Beijinhos dos amigos da Sala 7

21Mai/18

”A família não nasce pronta: constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor.”

”A família não nasce pronta: constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor.”

(sem autor, cit. In https://www.declaracaodeamor.com/frases-dia-da-familia/)

 

Como forma de comemorar o Dia Mundial da Família, as crianças da sala 1 prepararam uma surpresa para as suas famílias, criando um “quadro” especial!

Que este quadro seja sempre um símbolo memorável da verdadeira felicidade destas crianças: uma família repleta de amor e atenção!

Até breve!

13Mai/18

A visita do nosso amigo elefante!

Várias aventuras têm sido vividas na sala 1! A visita do nosso amigo elefante, foi bem divertida!

 

As crianças exploraram a canção que tanto gostam de ouvir, conhecendo o corpo do “elefante” e algumas das suas características que lhe são tão especiais – como a tromba.

 

 

 

 

Aliados a esta atividade, existiram outros momentos: dramatização gestual da canção, colorir a imagem de um elefante, bem como a exploração do livro sensorial dos animais.

Com estas oportunidades pedagógicas, vamos dando vida ao nosso projeto intitulado:

“Um som, uma descoberta

Uma canção, uma nova palavra”

Até breve!

26Abr/18

VIVA A PRIMAVERA

Olá a todos…

A Beatriz trouxe-nos uma surpresa,

Caracóis do seu quintal.

Foi uma grande festa,

Foi um dia fenomenal.

 

Cantamos o poema…

“Cara, cara, caracol,

Põe a tua cara ao sol.

Tira a casca dura, dura,

Que parece uma armadura.

Casca dura, corpo mole,

Cara, cara, caracol.

 

O Sol decidiu nos sorrir,

Fomos aos patos e ao parque.

Viva a Primavera toca a divertir,

Os meninos Sala 4